Da série: Os mutantes da propaganda de Brasília

Data: 15 de março de 2022 - 09:07
estrela

Por Cláudio Leite

No QG dos X-Madmen, o Professor Xavier reúne seu time criativo pra uma missão que envolve a temível viagem no tempo: o job pra ontem!

– Tempestade, precisamos de uma chuva de ideias, rápido!

– Lamento, Professor. Estamos em setembro. Umidade do ar tá abaixo de 10% em Brasília. Não rola chuva, mas nem com a pinóia… Tô vazando pra Chapada pra tomar banho de cachu e me hidratar. Fui!

– Jean Gray, preciso que você entre na mente do cliente e esclareça o briefing para nós.

– É impossível, Xavier. São muitas camadas e níveis de aprovação e uma bloqueia a outra. Meu campo telepático não consegue achar uma linha de pensamento comum.

– Fera, podemos apelar para alguma fórmula?

– Não dessa vez, Professor. O uso desenfreado de campanhas usando portraits de pessoas felizes está levando os X-Madmen a perderem seu poder de convencimento. Estamos num beco sem saída!

– Então precisamos usar nossa arma X.

– Foi o que eu pensei, Professor. Wolverine já levou o cliente pra o Fogo de Chão. Ele está usando suas garras de adamantium para destrinchar o briefing com o cliente. E também uma costela gaúcha, acompanhado de uma dose de Logan, claro.

– Onde Wolverine estava com a cabeça, Fera? Uma dose de Logan? O cliente não gosta de trocadilhos goela abaixo. Colossus, use a força do seu metal pra convencer Noturno e Vampira a virarem a noite criando a campanha. Se preciso, ofereça pizza Dom Bosco com suco de caju e a corrida de Uber na madruga pra Vicente Pires.

-Certo, Professor. Já falei com o financeiro. A agência reembolsa. Mas eles têm que trazer a nota.

– Enquanto isso, usarei meus poderes mentais para convencer o cliente de que a Esplanada fica num ponto praticamente equidistante do Pôr do Sol e do Sol Nascente. E que isso abre um portal no metaverso que faz com que o ontem que ele queria ver a campanha seja na verdade amanhã.

– Muito pertinente, Professor! Mas temos mais um problema. Cíclope já avisou que a campanha só sai pro cliente se, antes, ele der uma passadinha de olho.

– Essa não, Colossus!!! São 4 da tarde e Cíclope ainda está no Beirute! E, a essa altura, tudo que ele passar o olho, vai ser detonado. Homem-Múltiplo, faça uma segunda versão para ele ver enquanto apresentamos a ideia matadora.

– Mas… e se o cliente não aprovar?

– É a nossa última cartada para salvar o fim de semana, Fera. Por isso, chamaremos o Gambit pra apresentar.

– Será que ele consegue?

– É difícil saber. Mas pelo menos a gente já garante o baralho pra jogar um truquinho na agência.